We Children from Bahnhof Zoo: os Filhos da Droga em série

A história de Christiane F. é revisitada na minissérie «We Children from Bahnhof Zoo», que chega este sábado à HBO Portugal. A alemã celebrizou-se graças à polémica obra biográfica Os Filhos da Droga.

We Children from Bahnhof Zoo

Publicado no final dos anos 70, o polémico livro Os Filhos da Droga trouxe uma fama inesperada a Christiane F., a sua autora. A adolescente tinha vivido presa ao vício das drogas desde tenra idade (12-13 anos), inclusivamente passando pela prostituição; e a sua biografia, tão marcada pela tragédia, era no final um sinal de luz ao fundo do túnel. No entanto, o sucesso do livro e o dinheiro apenas a prenderiam ainda mais à heroína, confessaria anos mais tarde.

Mas não só de Christiane (Jana McKinnon) vive «We Children from Bahnhof Zoo». A trama continua a ter a jovem no centro, mas agora prolonga-se além disso, construindo personagens ficcionais à sua volta, com storylines complexas e bem conseguidas. Temos a visão de uma Berlim, nos anos 70, pautada pela bipolaridade entre a euforia e a dor, onde muitos procuram o alívio rápido e experiências no limite. O que acaba por fazer com que os jovens fiquem agarrados à droga e a formas de dinheiro fácil.

We Children from Bahnhof Zoo

Através de Stella (Lena Urzendowsky), Christiane consegue integrar-se no seu grupo, tendo assim um local onde se sente integrada. Com os pais à beira do colapso, a adolescente procura a resposta para o seu sofrimento nas relações e, quando isso falha, em drogas cada vez mais pesadas. Algo que também é percetível nos seus pares, ainda que os motivos que os levam ao vício sejam diferentes.

A realidade mistura-se com a ilusão, para o espectador e para a personagem. A realização, sóbria, joga com as imagens e constrói uma realidade quase cinematográfica, em que as emoções se alastram ao espaço envolvente, alargando-o ou destruindo-o. Ao mesmo tempo, o argumento coloca as personagens dentro dos seus problemas, nomeadamente dinâmicas familiares, para que essas “explosões” tenham um catalisador.

O tom de «We Children from Bahnhof Zoo» é relativamente pesado, com álcool, drogas e violação, mostrando o lado mais negro da vida dos jovens que protagonizam esta história. Esta minissérie alemã não será para todo o público, é certo, mas, assim como o livro que lhe serviu de inspiração, não passará certamente indiferente.

 

Texto originalmente publicado aqui

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *